terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

.

— Existem poesias que começam no papel, chegam aos ouvidos, na forma de arrepio percorrem o corpo, terminam na cama.


.

Um comentário:

  1. Profundo...
    Interessante como tudo na vida se transforma e aos poucos tomam outras formas... A vida realmente é para quem se arrisca e vive intensamente cada momento. Adorei o texto.

    ResponderExcluir