terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Dois anos no sítio

...Enquanto minha mãe assistia novela, de costas para ela e de frente para uma serra, a luz da Lua refletia no piso e em nossos pés. Eu e ele conversávamos sobre o dia; na roça, na escola, e a cada assunto era feito um revezamento, enquanto um se enchia de infância o outro ganhava experiência.

Quando não havia Lua, víamos o Sol se pôr na encosta do morro, de frente para o oeste, lado a lado, até as estrelas tomarem o céu. Amigos inseparáveis.

No banco de madeira, de costas para a TV, admirávamos o complexo que é a vida e toda a magia de ser simples. Ele, Meteorologista e professor de História sem nunca ter um diploma, eu, um aprendiz, ouvinte ativo e companheiro fiel, até nosso sono chegar.


Noites na varanda – Histórias com o meu avô


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário