segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cinderela

Saiu de casa com a mochila, dizendo que iria estudar para a última prova. Os pais na sala, avisam a menina para chegar antes da meia noite. Ela concordou.

Foi correndo para a casa de sua amiga e lá começaram a se arrumar para uma grande festa, a balada onde estaria toda a galera da escola. Sua amiga aconselhou ela pedir para os pais para poder dormir lá. Ligou, e o pai disse que pensaria a respeito.

Bem arrumadas, partiram para a grande festa. No caminho o pai retorna a ligação dizendo que ela poderia dormir lá aquela noite, mas como era quinta-feira, na sexta precisaria ir para a escola e voltar para casa direto.

Partiram, beberam dançaram a noite toda, e já passava da 00h, quando o pretendente queria beijá-la, e sua amiga veio chamá-la para irem embora, era hora do último ônibus... Sem demora, saiu correndo e deixou o seu pé direito do sapato ao chão e o jovem rapaz, atônito. Subiram no ônibus e embarcaram de volta.

Totalmente descalça, chega até a casa da amiga, dorme pouco e acorda atrasada. A hora da escola havia passado, depois de uma das noites mais divertida de sua vida.

No caminho para o trabalho, o pai um pouco sonolento não percebe um obstáculo no caminho e passa por cima, furando o pneu. Quando desce para ver o que tinha acontecido, percebe que um salto de sapato foi o grande responsável – tinha ali, perdido a hora da reunião.

No caminho e na correria a garota que perdeu um sapato na festa deixou o outro cair na rua, antes de pegar o ônibus.

Lá pra 01h da manhã, o jovem rapaz pega o sapato da menina e leva embora, já sabendo de quem era, conta as horas para na aula, conseguir o tão querido beijo.

Em casa, ela encontra o sapato no sofá da sala, e a mãe ao lado, querendo explicações. O pai estava a caminho, furioso, depois de perder a reunião e passar horas na borracharia, tinha ido até a escola buscá-la, sem sucesso.

- Ufa! Só faltava uma desculpa, ou mil delas. Essa foi por pouco! (pensou ela, aliviada)

O garoto só conseguiria encontrar a dona do sapato depois das férias de verão, então resolveu ir até a casa da garota.

- DING DONG

Enquanto as desculpas iam sendo jogadas na sala, a mãe vai atender a campainha, era ele, com um bouquet em uma das mãos e o outro sapato na outra.

2 comentários:

  1. Lindooooooooooooooooo!!! qual mulher não tem seu lado Cinderela?! Adoreii David =D

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde David, tudo bem? Aqui é o Claudio, autor do livro Auréola de Sonhos, você foi na minha casa ouvir um som, creio que você se lembre...
    Encontrei seu blog através do Google, porém não achei nenhum e-mail, gostaria de saber como faço para lhe enviar um convite para o lançamento do meu novo livro, dia 02/09. Se possível, mande seu e-mail ou endereço de correspondência para minha sobrinha, o e-mail dela é: livia_728@hotmail.com

    Abraços.

    ResponderExcluir

Loading...